Início >> Noticia >> Projeto de uma nova escola será debatido no encontro literário do salão do Baixo Amazonas
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Projeto de uma nova escola será debatido no encontro literário do salão do Baixo Amazonas

 

Autor de uma proposta educacional inovadora, o pedagogo e educador português José Pacheco é um dos participantes do Encontro Literário do X Salão do Livro do Baixo Amazonas, no dia 1º. de dezembro, realização do governo do Estado por meio da Secretaria de Estado de Cultura e da Prefeitura de Santarém, de 24 de novembro a 3 de dezembro. José Pacheco participou este ano da XXI Feira Pan-Amazônica do Livro, conversando sobre este conceito educacional posto em prática no Brasil e mais de cem escolas.

            Especialista em Leitura e Escrita, e mestre em Ciências da Educação pela Universidade do Porto (em Portugal), cidade onde nasceu em 1951, José Francisco de Almeida Pacheco direciona seu trabalho para uma gestão democrática na educação que, segundo ele é “algo que não existe na educação brasileira. Basta pensar que os diretores de escola têm o dever da obediência hierárquica, qualquer pessoa que esteja numa escala superior da hierarquia ordena e o diretor mesmo que não concorde tem que cumprir”, diz o educador.

Com mais de 15 livros publicados, entre os quais “Caminhos para a Inclusão: Um Guia para o Aprimoramento da Equipe Escolar” (2007), “Escola da Ponte: formação e transformação da educação” (2008), José Pacheco pôs em debate o projeto Âncora, considerado um dos projetos mais avançados do mundo, ao lado de projetos da Finlândia, do Japão, dos Estados Unidos. Por esse método, os alunos têm liberdade de escolha e o aprendizado dos conteúdos curriculares se dá a partir dessa definição. José Pacheco avalia que “quando alguns professores tomam consciência de que é preciso mudar a prática, encontram muitos obstáculos e raramente conseguem, a começar por si mesmos. Precisaremos descolonizar a mentalidade das escolas.”

Pacheco é o idealizador da Escola Ponte, criada há 28 anos, em Portugal, que faz parte da rede pública portuguesa. É uma escola de ensino básico, localizada a 30 quilômetros da cidade do Porto. A escola não segue um sistema baseado em seriação ou ciclos e seus professores não são responsáveis por uma disciplina ou por uma turma específicas. As crianças e os adolescentes que lá estudam definem quais são suas áreas de interesse e desenvolvem projetos de pesquisa, tanto em grupo como individuais. 

            O grande diferencial é que atinge o máximo de índice de desenvolvimento da educação básica. “O Brasil está no nível 5, este projeto está no nível 10. Além do que, não é apenas uma escola, é uma comunidade de aprendizagem, ou seja, é um lugar onde se produz cultura, conhecimento, que se põe ao serviço da comunidade, com a comunidade. É um dos 10 projetos que a curadoria internacional mais reconhecida selecionou”, diz Pacheco.

 Serviço: X Salão do Livro da Região do Baixo Amazonas, realização do governo do estado por meio da Secretaria de Cultura e da Prefeitura Municipal de Santarém, com apoio da Assembleia Legislativa e Imprensa Oficial do Estado, vai de 24 de novembro a 3 de dezembro, no Parque da cidade Espaço Pérola Tapajós. Horários de funcionamento: segunda a sexta-feira, de 9h às 22h; aos sábados, domingos e feriados, de 15h às 22h.