Início >> Noticia >> "Território da Moda" lança coleções no Espaço São José Liberto
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

"Território da Moda" lança coleções no Espaço São José Liberto

 

Após a realização do Workshop de Geração de Produtos – Vestuário, entre junho e novembro de 2017, para empresários e designers que integram o Arranjo Produtivo Local de Moda e Design, o Coletivo de Empresários e Designers do setor de vestuário autoral lançará cinco coleções com grade completa no Espaço Moda, loja coletiva de marcas paraenses autorais no Espaço São José Liberto, nesta sexta-feira, 15, às 17h.

 A iniciativa é resultado da parceria entre empreendedores e as instituições promotoras, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), o Núcleo Estadual de Arranjo Produtivo Local e o Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama) e as marcas: Fábio Purificação, Madame Floresta, Prado, Stélvia de Carvalho, TuCrias e direção criativa, do designer Fernando Hage (PA).

 O processo técnico de geração das coleções iniciou com o workshop, que possibilitou as etapas de pesquisa, planejamento, desenvolvimento, produção e lançamento de coleções exclusivas atentas ao consumidor contemporâneo, portadores de design conceitual, o que possibilita um diálogo com o conteúdo que se encontra por trás do produto.

 A partir dessa referência, cada autor criou “uma imagem de valor forte produzida em coleções de produtos”. Com caminhos criativos singulares, cada marca deu identidade cultural, social, criativa e apelo comercial visando à diversidade que movimenta o mercado, a sociedade contemporânea e seus consumidores.

 Outra proposta do movimento criativo na geração das coleções foi realizar uma ação que contribua para o fortalecimento da imagem do Espaço Moda e crescimento da oferta de produtos disponibilizados pela loja no segmento do vestuário, o que já acontece no segmento de acessórios.

 Para os promotores desta iniciativa, a cadeia produtiva do setor de moda do segmento do vestuário ainda apresenta muitos desafios para todos os agentes que compõem esta cadeia no território paraense, por isso consideram que o evento é relevante para o processo de novas conquistas. Esta experiência alinhou capacitação profissional, pesquisa, desenvolvimento, produção e mercado por meio da consultoria criativa e um intenso comprometimento dos empreendedores.

Marcas paraenses e a poética da criação

Ao todo, cinco marcas paraenses lançam as suas coleções: TuCrias, Madame Floresta, Prado, Fábio Purificação e Stélvia de Carvalho. As inspirações são diversas: Renata Gonçalves, da TuCrias, produziu estampas a partir das fotografias das escamas dos peixes tamuatá, xaréu e pirarucu, que irão gerar novos produtos ao longo dos próximos meses. “Eu pensei a coleção para ficar lançando peças ao longo do semestre, sempre com esses três peixes, brincando com cor, mudando a maneira como faz a estampa, mas sempre com esses três peixes e mudando os modelos”.

Graça Arruda, proprietária da marca Madame Floresta, se inspirou no cotidiano do mercado do Ver-o-Peso e vivenciou um dia na feira para transformar os elementos, como os peixes, as ervas, as frutas, as plantas, a arquitetura em bordados tradicionais da sua marca que enfeitam vestidos, saias, camisas, bolsas e sapatos, formando um mix casual de produtos para o seu público.

A marca Prado, de Tiago Prado, encontrou na literatura de Dalcídio Jurandir a fonte de inspiração para os desenhos que estampam vestidos e blusas e que retratam momentos do cotidiano da cidade de Belém. As cores representam a manhã, a tarde e a noite em Belém, assim como o Mangal das Garças, a Praça do Relógio, a Igreja da Sé e outros pontos também fazem parte da coleção exclusiva para o Espaço Moda do São José Liberto.

Núria Juelma, criadora da Stélvia de Carvalho, foi buscar na Angola conexões com o Brasil por meio de peças que mostram as cores e estampas, recortes leves e a essência dos países e cultura africana, em busca de proporcionar qualidade e elegância para o seu público.

Fábio Purificação, autor de sua marca homônima, apresenta principal inspiração na tendência da estampa camouflage e pretende revelar a realidade selvagem da cidade, recorrendo à estampa camuflada, que tem sua origem nas camadas de folhagens sobrepostas. A marca traz em suas peças os códigos da alfaiataria, mesclando o masculino e o feminino, que revela esse camuflado ora em peças inteiras, ora em detalhes sutis, como uma selva a surgir em meio ao caos urbano.

Ao longo dos próximos meses, peças novas, com as mesmas temáticas, também poderão ser encontradas para comercialização no Espaço Moda do Espaço São José Liberto.

 

Serviço:

Lançamento da coleção “Território da Moda” com marcas paraenses

Data: 15/12, a partir das 17h | Espaço Moda | Espaço São José Liberto

Entrada franca

 

Por Marília Jardim