Início >> Noticia >> 1ª Mostra Nilza Maria premia artistas e espaços de resistência
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

1ª Mostra Nilza Maria premia artistas e espaços de resistência

Quase 100 atores, atrizes, palhaços, poetas e técnicos invadiram, por cinco dias, os palcos dos teatros Waldermar Henrique e Gasômetro, durante a 1ª Mostra de Teatro "Nilza Maria", realizado pela Secretaria de Estado de Cultura (Secult), de 27 a 31 de março. O evento celebrou a semana mundial do teatro com a apresentação de 15 trabalhos, em uma verdadeira maratona de emoções. O encerramento ocorreu na noite de domingo (31), com uma homenagem cheia de afeto e gratidão à uma das maiores e mais respeitadas estrelas do teatro paraense: Nilza Maria!

 

A cerimônia, conduzida pelo diretor de Artes Cênicas da Secult, Adriano Barroso, contou com a participação da secretária de Estado de Cultura, Ursula Vidal, do presidente da Fundação Cultural do Pará, João Marques, e da coordenadora do teatro Waldermar Henrique, Márcia Yamada. Também esteve presente a secretária de Cultura de Castanhal, Elaine Gadelha, que, na ocasião, anunciou o lançamento de um edital no município em parceria com a Secult. O prêmio Nilza Maria de Teatro, que recebeu o nome da nossa grande dama dos palcos, também homenageou outros 19 artistas e espaços de resistência que vem mantendo acesa a chama do fazer teatral em Belém. Pelo conjunto da obra receberam os prêmios:

 

- Natal Silva

- Henrique da Paz

- Paulo Santana

- Alberto Silva Neto

- Salustiano Vilhena

- Anibal Pacha

- Geraldo Salles

- Astrea Lucena

- Otávio Freire

- Margaret Refskalev

 

Muitos deles não estiveram presentes na premiação, mas mandaram representantes. Foi o caso da atriz Astrea Lucena, que estava em outro estado a trabalho, mas achou uma forma de se fazer presente na mostra. “Evoé ao teatro paraense! Que este seja o primeiro movimento para o merecido reconhecimento de muitos e muitas por seu talento e garra. Por mais espaço, reconhecimento e respeito para os profissionais paraenses de todas as expressões artísticas”, disse a atriz por meio de um áudio colocado no ar por seu representante na premiação, Afonso Galindo. A atriz já contabiliza 49 anos de carreira.

 

Entre os grupos que abriram suas casas para arte, reconhecidos pela mostra como espaços de resistência, estavam:

 

- Casa da Atriz

- Casa Cuíra

- Casarão dos Bonecos

- Espaço das Artes

- Reator

- Projeto Camapú

- Espaço Ribalta

- Espaço Atores em Cena

- Teatro de Apartamento

 

A 1° Mostra de Teatro "Nilza Maria" finalizou com o lançamento de dois editais que darão continuidade ao desenvolvimento de políticas públicas para a promoção e o fomento das artes cênicas no Pará: os Editais “Pauta Livre” e “Sala de Ensaio”.