Início >> Noticia >> Arquivo Público inicia o projeto Arquivo de Portas Abertas
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Arquivo Público inicia o projeto Arquivo de Portas Abertas

 

O Arquivo Público do Estado do Pará realizará mais um evento aberto ao público no dia 17 de março, dando início ao projeto “Arquivo de Portas Abertas”, que visa aproximar o público da instituição. A ideia é oferecer palestras da área de Arquivologia, História e áreas afins. A inscrição deve ser feita antecipadamente. Há 50 vagas disponíveis.

            A primeira palestra será ministrada pelo professor Nelson Sanjad, doutor em História das Ciências pela Fundação Oswaldo Cruz, que falará sobre “A Trajetória de Vida e Legado Documental de Um Cientista da Amazônia”, o projeto de pesquisa, documentação e divulgação da vida e da obra do botânico suíço Jacques Huber (1867-1914), pesquisador do Museu Paraense de História e Etnografia – como era conhecido o Museu Goeldi - para one veio a convite de Emílio Goeldi, em 1895, que o contratou como chefe da Seção de Botânica.

 Sanjad vai abordar a gênese e os primeiros resultados da investigação em curso sobre Huber, considerado pioneiro na pesquisa tropical. A exposição objetiva demonstrar as várias possibilidades da pesquisa histórica, associada à preservação de vestígios materiais e a socialização de conhecimentos. A obra de Jacques Huber engloba a taxonomia, biogeografia e ecologia vegetal, tocando ainda na morfologia, histologia, agricultura tropical, produção e comercialização de látex e etnobotânica. Huber apresenta, em essência, o primeiro olhar ecológico sobre a floresta amazônica. O cientista assumiu a direção do Museu, em 1907, quando de Emílio Goeldi retornou à Europa. Huber morreu em Belém, no dia 18 de fevereiro de 1914, vítima de apendicite, deixando esposa e três filhos.

Nelson Sanjad é professor do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Pará, tem estudos pós-doc no Naturhistorisches Museum der Burgergemeinde Berna (Suiça), tecnólogo sênior do Museu Goeldi/Ministério da Ciência e Tecnologia, editor científico do "Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas", tem produção nas áreas de história das ciências, museologia e ciências da informação e lidera o grupo de pesquisa sobre História das Ciências da Amazônia.

Visitação

Este mês terá continuidade o programa de “Visita Monitorada” ao Arquivo Público, que deverá ser realizado duas vezes ao mês e será dirigida por um professor. O trajeto da visita se inicia pelo salão de atendimento, onde será relatada a história do arquivo, o papel institucional e os tipos de documentos que ele guarda, após isso a visita se estenderá para alguns setores.

Leonardo Torii, diretor do APEP fala sobre suas espectativas: “O projeto visa tanto o público que já conhece a instituição e seu acervo  e um público que não teve oportunidade de visitar o prédio. Será programada uma palestra por mês abordando diversos temas, visando atencer a interesses diversos. Esperamos um público grande, haja vista a procura de inscrições. Esperamos também que as palestras possam aprofundar as discussões sobre os temas tratados”, espera Torii.

A primeira visita monitorada aconteceu no dia 23 de fevereiro e contou com um público de 25 pessoas, que é considerado uma boa demanda, a próxima será dia 23 de março.

 Os eventos são realizados pelo Governo do Estado do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e do Arquivo Público do Estado do Pará. As programações são gratuitas.

 

Serviço

Projeto Arquivo de Portas Abertas.

Local: Arquivo Público do Estado do Pará (APEP). TV. Campos Sales, 273 - Campina, Belém – PA.

Data: 17/03 e 23/03/2018, das 9 às 12:00hs. As inscrições devem ser feitas antecipadamente. Contato: (091) 3219-1111/ 40094386.

 

Texto com a colaboração de Camila Correia