Início >> Noticia >> Concerto com a maestria das mulheres da música lírica pelo Dia da Mulher
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Concerto com a maestria das mulheres da música lírica pelo Dia da Mulher

 

Na data em que se celebra o Dia Internacional da Mulher, a Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz (OSTP) realiza concerto especial com a regência da maestrina Mariana Menezes (MG), além das solistas Adriana Azulay (piano), Diana Todorova (harpa), e Ludhiana Vigário (contrabaixo). O evento, que abre a temporada 2018, será na próxima quinta-feira (8), às 20h, com entrada gratuita. A realização é do Governo do Estado do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) e Academia Paraense de Música. Os ingressos podem ser retirados a partir de 9h do dia 7, na bilheteria do Theatro da Paz e no site Ticket Fácil (retirada limitada a dois ingressos por pessoa, com taxa de conveniência do site a R$ 2 por ingresso).

O destaque da participação feminina no concerto simboliza a conquista de espaços nesta área. “Felizmente, estamos em um momento da história em que esse quadro está se revertendo, mas, se formos analisar a fundo, é algo ainda muito recente. Apenas no século passado é que grandes orquestras em todo o mundo começaram a empregar mulheres. Hoje, isso já não é uma questão ou um desafio. Inclusive, muitas orquestras brasileiras possuem mais mulheres do que homens em seus quadros. Para regentes isso é ainda mais recente”, comenta a maestrina.

Mariana Menezes foi aluna da primeira mulher a assumir o cargo de regente titular de uma grande orquestra internacional, a professora americana Marin Alsop, atual titular da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp), desde 2012, e da Baltimore Symphony Orchestra. “Ela é conhecida por ‘quebrar as barreiras’ para as mulheres. É importante lembrar-se da maestrina Ligia Amadio, agora titular da Orquestra Sinfônica de Montevideo”, enfatiza.

            Mariana Menezes vem à Belém num momento muito especial de sua vida e acompanhada do filho Antônio, de apenas três meses. “Ser mulher também é isso, dedicar-se ao sonho da carreira no meio da família, filhos, etc. Agradeço à OSTP pela oportunidade de comemorar essa data comigo. Não posso deixar de dizer que será um grande prazer apresentar a bela obra ‘Passárgada em Noites e Luzes’ da jovem compositora paraense e minha colega de profissão, Cibelle J. Donza. Acho que é momento de comemoração por essas grandes mulheres que temos em nossa música brasileira”, finaliza.

            No repertório, além da OSTP prestigiar uma compositora paraense, também vai executar obras de Bach (Concerto em Fá menor para piano e orquestra), Bottesini (Elegia em Ré maior para contrabaixo e cordas), Händel (Concerto para harpa e orquestra) e Brahms (Sinfonia n.4 em Mi menor), com as solistas convidadas para a noite.

 "Para mim é uma honra ser convidada pra solar esse concerto de Bach com a OSTP, e principalmente ser regida por uma mulher. Será a primeira vez. Isso demonstra que cada vez mais mulheres ocupam importantes papéis na sociedade não só por serem mulheres, mas por mostrarem qualidade e refinamento no que se propõe. É um concerto não muito executado por pianistas, composto de três movimentos que dão um total de aproximadamente 12 minutos (o concerto todo). O segundo movimento é uma joia, com solo do piano acompanhado dos pizzicatos das cordas. Uma verdadeira homenagem às mulheres que são joias na terra”, comenta Adriana Azulay.

A harpista Diana Todorova, que é titular da a Amazonas Filarmônica, a orquestra do estado do Amazonas, já é parceria da OSTP e já se apresentou em Belém em diversos momentos. Desta vez ela destaca que “o concerto de Handel e um dos concertos mais conhecidos no repertório da harpa, um excelente exemplo da época de barroca! Muito precioso e lindo escrito em três movimentos: o primeiro e o último brilhante e glorioso o segundo muito cantado e lírico! Estou muito contente por poder tocar com OSTP de novo e muito grata pelo convite”, explica. 

Já a contrabaixista Ludhiana Vigário, integrante da OSTP desde 2006, que também é mãe de um bebê, aproveita o momento de destaque na carreira. “Será a primeira vez que participo como solista. Para mim com certeza está sendo uma experiência única, principalmente pelo momento que estou vivendo agora. Conciliar a maternidade e tempo de estudo necessários para preparar uma peça solo tem sido desafiador”, comenta.

 

 PROGRAMA:

J. S. BACH (1685-1750) - Concerto em Fá menor para piano e orquestraSolista: Adriana Azulay (piano)

G. BOTTESINI (1821-1889) - Elegia em Ré maior para contrabaixo e cordasSolista: Ludhiana Vigário (contrabaixo)

G. F. HÄNDEL (1685-1759) - Concerto para harpa e orquestra
Solista: Diana Todorova (harpa)

CIBELLE J. DONZA (1985) - Pasárgada em Noites e Luzes (muitas luzes)

J. BRAHMS (1833-1897) - Sinfonia n.4 em Mi menor

Serviço

Concerto da Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz, dia 08/03/2017, às 20h (com  intervalo). Local: Theatro da Paz.

Entrada franca: ingressos disponibilizados a partir de 9h do dia 7 de março, na bilheteria do Theatro da Paz e no site Ticket Fácil.

 

Regente convidada: MARIANA MENEZES

Solistas:

           ADRIANA AZULAY Piano

           DIANA TODOROVA Harpa

           LUDHIANA VIGÁRIO Contrabaixo

 

Texto: Dominick Giusti