Início >> Noticia >> Livro é protagonista de campanha integrada dos órgãos de Governo
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Livro é protagonista de campanha integrada dos órgãos de Governo

 

 

A estudante Mara Vivian Costa, de 13 anos, cursa o 9º ano pela manhã e, à tarde, frequenta o Pro Paz nos Bairros. Nas horas vagas, gosta de ficar com as amigas e ler. “Leio gibis da Turma da Mônica Jovem e todos os tipos de poesia”, conta a menina, que aguarda o lançamento do Espaço de Leitura do projeto Livro Solidário, coordenado pela Imprensa Oficial do Estado (IOE) e Núcleo de Articulação e Cidadania (NAC), no Polo Mangueirão, marcada para o próximo dia 18. A iniciativa faz parte da programação da Campanha de Incentivo à Leitura do Governo do Pará com o tema “Ler pode mudar a sua história. Compartilhe livros”, lançada ontem à noite, no Teatro Margarida Schivasappa.

Ao longo do mês de abril, várias atividades relacionadas ao incentivo à leitura estão programadas, resultado de um trabalho conjunto envolvendo toda a estrutura do governo e coordenado pelas Secretarias de Estado de Educação (Seduc), de Cultura (Secult), de Comunicação (Secom), juntamente com o NAC, Fundação Cultural do Pará (FCP) e IOE.

“A leitura liberta e conforta, por isso, deve haver um esforço conjunto para incentivá-la, não só dos governos, mas também da sociedade como um todo”, ressaltou o coordenador do Pará Social, Heitor Pinheiro, durante o evento.

Entre as atividades previstas para o mês de abril, quando se comemora o Dia Nacional do Livro Infantil (18), em homenagem ao nascimento do escritor Monteiro Lobato, estão oficinas de restauro e higienização de livros, de criação de histórias em quadrinho; jornada pedagógica com formação e incentivo à leitura; brincadeiras indígenas; mostra literária; contação de histórias; exibição de filmes; palestras para o Enem, diálogos temáticos, além da Biblioteca Arthur Vianna Itinerante, todas organizadas pela FCP.

A Universidade do Estado do Pará (Uepa) também está com ações inseridas na campanha. A primeira delas será no dia 19, e faz parte do trabalho desenvolvido pelo Projeto Lamparina Acesa: Literatura Acessível, que tem o objetivo de dar acesso a obras da Literatura Amazônica às pessoas com deficiência visual, através de livros falados. Outra ação da Uepa para este mês é o projeto “Pará leitura vai quem quer”, no dia 22, no período da manhã, com as crianças da comunidade Poção, na Ilha de Cotijuba, com atividades de leitura e exibição de um filme sobre educação ambiental.

Além do Polo Pro Paz Mangueirão, o Parque Shopping também recebe um Espaço de Leitura com cerca de 300 livros de interesse geral, no dia 17. “A iniciativa foi do próprio shopping que nos procurou e solicitou a doação, para que o espaço pudesse atender a população do bairro do Benguí, nas proximidades do estabelecimento”, contou a diretora do Projeto Livro Solidário, Carmen Palheta.

Doações

O secretário de Comunicação, Daniel Nardin, apresentou o vídeo da campanha e o cartaz que faz um convite à doação. “A ideia é que o livro não fique em uma única mão, e sim que possa ser compartilhado, por isso, um dos motes usados nessa campanha é ‘leia e compartilhe’”, explicou. Ele ressaltou que todas as secretarias de governo vão estar envolvidas na arrecadação de acervos. “Teremos uma caixa e um cartaz convidando as pessoas para fazerem suas doações”, disse.

Todo o material arrecadado será repassado ao Projeto Livro Solidário, que desde 2011 já entregou mais de 50 mil livros, beneficiando cerca de 100 instituições na capital e no interior do estado. Uma delas foi a Biblioteca Comunitária Apoena, no município de Augusto Correa, que recebeu cerca de 400 obras.

“O Projeto Livro Solidário foi de fundamental importância para formarmos a nossa biblioteca e, ainda hoje, o considero o nosso porto seguro, lugar que podemos procurar, sempre que precisarmos”, resumiu o responsável pela biblioteca, o aposentado Wilson Pereira, homenageado durante o lançamento da campanha com um vídeo surpresa, mostrando o trabalho desenvolvido e mantido por ele, voltado ao incentivo à leitura.  

O lançamento da campanha contou, ainda, com entrega de certificados e kits de leitura a instituições com trabalhos voltados ao incentivo à leitura e a apresentação da programação da XXI Feira Pan-Amazônica do Livro. O encerramento contou com a apresentação do professor e pesquisador na área da leitura, João Luís Ceccantini, representante do Instituto Pró-Livro. Ele apresentou dados da Pesquisa “Retratos da Leitura no Brasil”, considerado um dos estudos mais completos sobre o tema no país.

A campanha tem ações previstas ao longo do ano e disponibiliza uma página na internet, acessada pelo endereço www.pa.gov.br/leitura com informações e tutoriais, contendo material para download, dicas de como montar um ponto de leitura, projetos de arrecadação, locais para doações de obras, informações sobre editais de Literatura da Fundação Cultural e um contador, mostrando o número de doações recebidas.

Por Alexandra Cavalcanti

Foto Cláudio Santos

Agência Pará de notícias