Início >> Noticia >> Pássaros Juninos: Secult lança edital de Auxílio Montagem do teatro
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Pássaros Juninos: Secult lança edital de Auxílio Montagem do teatro

Reforçando a importância de preservar e valorizar nossas práticas da Cultura Popular, o Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), lançou nesta segunda-feira (1º de julho), o Edital de Auxílio Montagem Pássaros - 2019, que regulamenta a I Mostra Ópera Cabocla: "Os Pássaros", que acontecerá nos dias 04, 05, e 06 de outubro no Theatro da Paz.

O edital vai selecionar 15 (quinze) propostas e cada uma das contempladas receberá o valor máximo de R$ 7 mil para auxiliar na montagem de sua apresentação. O palco do Theatro da Paz receberá os Pássaros Melodramas Fantasias e no foyer se apressam os cordões de pássaros, atendendo rigorosamente às normativas previstas no Regulamento de uso do Theatro da Paz. Os grupos ainda se apresentarão no Programa Território de Paz nas Escolas, de acordo com o cronograma da Secretaria no segundo semestre de 2019.

O Pássaro Junino não é folclore, é teatro popular musicado, uma manifestação genuinamente paraense, que apresenta duas vertentes: Cordão de Pássaros e Bichos e Pássaro Melodrama Fantasia. É um teatro criado pelo próprio povo, a partir do talento popular dos brincantes e, talvez por este motivo, seja considerado por muitos pesquisadores como a mais importante contribuição da cultura paraense para a cultura junina nacional. Não há registros de Pássaros Juninos em outros lugares, e a origem deste tipo de manifestação vem do século XIX.

Como participar - Estão habilitados a concorrer ao Prêmio somente proponentes residentes e domiciliados no Estado do Pará. Nesta limitação, pessoas jurídicas, com ou sem fins lucrativos, cujas atividades deverão estar relacionadas à Cultura e pessoas físicas (Guardiões de Pássaros), que deverão ser identificados como proponentes. Cada proponente poderá inscrever somente 1 (uma) proposta.

As inscrições estão abertas desde 01 de Julho e seguem até 15 de agosto de 2019. Os interessados deverão preencher a ficha de inscrição, reunir a documentação prevista no edital e entregar na sede da Secult (Av. Governador Magalhães Barata, 830 - São Brás), no horário de 8h às 16h.

De acordo com a secretária de Estado de Cultura, Ursula Vidal, "o Pássaro Junino é um território encantado da expressão cênica e musical, nutrido nas raízes multiétnicas da formação de nossa gente. São espetáculos singelos, que atravessam gerações graças ao amor e à dedicação de seus guardiões. O que vemos é um exercício de resistência extraordinário das expressões da nossa cultura popular", e continuou. "ficamos muito emocionados de sentir esse carinho e gratidão pelas ações que a Secretaria de Cultura vem fazendo. Mas, embora estejamos trabalhando com todo amor, é importante reforçar que essa é a nossa obrigação de servidoras e servidores públicos: garantir o acesso e o fomento das práticas culturais, pois é um direito constitucional".

Para Adriano Barroso, diretor de Artes Cênicas da Secult, o Pássaro Junino é genuinamente a expressão maior da Amazônia, que ficou muito tempo sem atenção do poder público e ainda assim resistiu e vem passando de geração em geração. "Durante o Ciclo da Borracha, os pobres não podiam entrar no Theatro da Paz, e ficavam imaginando o que acontecia lá dentro. Assim surgiram vários espetáculos populares, entre eles o Pássaro Junino. Hoje, estamos fomentando novos espetáculos e novos autores, já que vamos lançar em breve o edital de dramaturgia", explicou.