Início >> Noticia >> Palestras e Oficinas marcam os117 anos de Arquivo Público
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Palestras e Oficinas marcam os117 anos de Arquivo Público

 

Os caminhos da gestão pública de documentos, a importância de arquivos permanentes ou históricos e o lugar do Arquivo Público na política de preservação democratização e acesso à informação e produção do saber na Amazônia serão temas levados à discussão durante o VI Encontro de História & Arquivos: 117 anos do Arquivo Público do Estado do Pará, que será realizado nos dias 16 a 17 de abril, no Centro Cultural do Tribunal Regional Eleitoral.

            O evento será aberto a professores, pesquisadores, alunos de graduação e pós-graduação de áreas distintas do saber; profissionais de Arquivologia em geral; gestores de instituições públicas e provadas responsáveis pela preservação, acesso e interpretação da memória documental produzida da Pará. A programação constará de quatro mesas redondas, quatro oficinas e uma visita monitorada.

            Leonardo Torii, diretor da APEP, diz que o encontro “será uma ótima oportunidade para debater e conhecer muitas pesquisas históricas que estão sendo desenvolvidas, assim como dos debates em torno de uma arquivologia aplicada e principalmente dos serviços que são realizados no Arquivo Público.”. Torii afirma, também que o debate vai girar em torno de questões fundamentais do APEP; como preservação, conservação, acesso e pesquisa histórica do seu acervo. “Este evento foi montado para reunir um público bem diversificado, tal como servidores públicos, estudantes ou profissionais das áreas da história e arquivologia”, conclui.

PALESTRAS E OFICINAS

 A programação abrirá às 8 horas do dia 16 e às 8:30h começa a mesa redonda com o tema “Diálogos sobre Arquivos Históricos”, com a participação dos professores José Maia Bezerra Neto, do Instituto Histórico e Geográ­fico do Pará, Doralice dos Santos Romeiro, do Museu Emilio Goeldi; William Gaia Farias, do Centro de Memória da Amazônia; da desembargadora Luzia Nadja Guimarães Nascimento, do Tribunal de Justiça do Estado do Pará. O debate terá como mediador o diretor do Arquivo Público, Leonardo Torii

No mesmo dia, das 0h30 às 12h, se inicia a segunda mesa redonda com o tema, “Os desa­fios de uma Gestão Documental Aplicada”, com a participação dos professores Gilberto Gomes Cândido, da Faculdade de Arquivologia da Universidade Federal do Pará, Renata Lira Furtado, da Faculdade de Arquivologia da UFPA, e que terá como mediados Cristian Mayko Carvalho da Costa, do Arquivo Central da UFPA.

 “Panoramas da escravidão negra na Amazônia” é o tema da segunda mesa redonda, a partir das 14 horas, com os professores Bárbara da Fonseca Palha, da Secretaria de Educação do Estado do Pará, Ana Carolina Trindade Cravo, da UFPA; André Lima, Seduc e Arquivo Público do Estado do Pará. A mediação será feita pelo professor Agenor Sarraf Pacheco, da UFPA.

A última discussão do dia terá como tema “Trilhando os caminhos cabanos entre Arquivos, História e Memória”, mediada por Leonardo Torii, com a participação dos professores Letícia Pereira Barriga, do Arquivo Público do Estado do Pará e Unama, Danielle Figuerêdo Moura, do NPI/UFPA e. Éderson Pinho, do Arquivo Público e Seduc

O segundo dia da programação de aniversário, 17, será dedicado a oficinas. No Centro Cultural do Tribunal Regional Eleitoral, a partir das 9h será realizada a oficina sobre “Elaboração de Projetos Culturais”, com 20 vagas disponíveis, ministrada pelo professor Antônio Pacheco Neto, “Preservação e Conservação em suporte de papel”, com 25 vagas disponíveis, com as professoras Lilian Paixão e Maria de Fátima Velozo e “Avaliação de documentos públicos: eliminar ou preservar”, com 40 vagas, com o professor Leonardo Torii e Zilminele Costa de Moraes

 No Arquivo Público do Estado do Pará, será realizada, paralelamente, a oficina” Arquivos e documentos: possibilidades para história indígena na Amazônia Colonial”, com 40 vagas, sob a responsabilidade da professora Wânia Alexandrino Viana, do IFPA,

O evento é realizado pelo Governo do Estado do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e do Arquivo Público do Estado do Pará em parceria com o Tribunal Regional Eleitoral.

VISITA MONITORADA

Os festejos dos 117 anos de criação do Arquivo Pùblico do Pará se ence3rrarão no dia 18, das 9 às 10 horas. Esse programa, iniciado em fevereiro deste ano, foi criado para aproximar a instituição do público em geral e mostrar a importância do APEP para a história e memória da cidade. Leonardo Torii, diretor do Arquivo Público diz que esta ação tem excelente recepção por parte do público, como aconteceu no domingo, dia 8, quando a instituição participou do projeto Circular do bairros da Cidade Velha e da Campina. “Foi uma experiência maravilhosa, pois os usuários que visitaram o Arquivo Público, na sua grande maioria nunca tinha entrado no prédio. Foi o primeiro contato deles com o acervo e com a instituição arquivística”, comemora  EduardoTorii   

 

Serviço

VI Encontro de História e Arquivos: 117 anos de Arquivo do Estado do Pará.

 

Local: Centro Cultural do Tribunal Regional Eleitoral, Rua João Diogo, 288, Campina (em frente à Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Paes de Carvalho) e no Arquivo Público do Estado do Pará, Travessa Campos Sales, 273, Campina, dias 16 e 17 de abril. As inscrições já estão abertas na sede do Arquivo Público e custam R$ 15,00

 

Contato: 4009-4350. E-mail: apep.secult@yahoo.com.br

 

Texto: Colaboração de Camila Correia